QC Sexo

Implante de testículos: o que é e como fazer? Saiba tudo aqui!

O implante de testículos, ou prótese testicular é qualquer dispositivo artificial usado para substituir essa parte do corpo. Quando um homem nasce sem testículo ou este precisa ser removido devido a lesão ou doença, o médico pode implantar uma prótese para preencher o espaço vazio no escroto (o saco que contém os testículos).

O implante de testículos é feito para melhorar a aparência e acalmar medos psicológicos. Não tem nenhuma função de um testículo real. Mais frequentemente, os pedidos de uma prótese testicular vêm daqueles que nascem com e, posteriormente, perdem um testículo, ao invés de aqueles que sempre estiveram sem um.

Esse tipo de implante está em uso desde a década de 1940. No passado, eles eram feitos de uma variedade de materiais. Agora, no entanto, são feitos principalmente de borracha de silicone preenchida com gel de silicone ou solução salina (água salgada).

Uma prótese testicular tem o peso, a forma e a sensibilidade de um testículo normal. Também está disponível em tamanhos diferentes, de modo que uma boa combinação possa ser feita com o corpo do paciente.

Quais condições ou eventos podem causar a falta de um testículo?

  • Malformação ou ausência no nascimento;
  • Remoção cirúrgica devido a lesão, como torção severa;
  • Remoção devido a infecção;
  • Remoção para tratar o câncer no testículo;
  • Como parte da cirurgia de redesignação de gênero feminino para masculino.

Quais são as características de um bom implante de testículos?

A prótese testicular ideal deve:

  • Não ter reatividade química;
  • Não causar inflamação;
  • Resistir ao estresse mecânico;
  • Ser estéril;
  • Ser capaz de assumir e manter a forma correta;
  • Levar conforto ao paciente.

Qual procedimento é usado para efetuar um implante de testículos?

Deve-se observar que apenas cirurgiões com conhecimento especializado em implante de prótese testicular devem realizar tais cirurgias. Em geral, o procedimento é o seguinte:

  • O paciente é colocado sob anestesia geral (corpo inteiro) ou anestesia local, que irá bloquear a sensação na parte inferior do corpo;
  • A cirurgia pode ser realizada em nível ambulatorial ou exigir apenas uma breve permanência no hospital;
  • Uma incisão é geralmente feita na parte inferior da virilha ou escroto;
  • Uma bolsa será criada para a prótese;
  • O implante é costurado ou fixado de outra forma no lugar para que fique na posição correta e permaneça ali;
  • A incisão é costurada.

Quem pode ter alto risco de complicações decorrentes do implante de testículos?

Aqueles com as seguintes condições enfrentam um risco maior de complicações:

  • Diabéticos e os que possuem um sistema imunológico suprimido, com suas chances de infecção aumentadas;
  • Uma infecção já existente em qualquer parte do corpo;
  • Câncer não tratado em qualquer parte do corpo;
  • Cirurgia anterior no escroto.

Quais são as possíveis complicações neste tipo de cirurgia?

Complicações conhecidas da inserção da prótese testicular incluem:

  • Dor;
  • Infecção;
  • Hematoma (acumulação de sangue no escroto);
  • Insatisfação com a aparência após a cirurgia;
  • Cicatrizes ao redor do implante;
  • Deslocamento da prótese fora de posição;
  • Ruptura ou vazamento da prótese;
  • A prótese sendo expelida do corpo (isso geralmente significa que o dispositivo está infectado).

O que pode ser esperado após a cirurgia de implante de testículos?

  • Dor, desconforto e sensibilidade na área cirúrgica podem ser esperados pelo menos nas primeiras 24 a 48 horas. Um médico prescreverá medicamentos para a dor, conforme necessário;
  • As ataduras deverão permanecer no lugar por pelo menos alguns dias;
  • A capacidade de urinar não deve ser afetada;
  • O uso de suportes para o escroto pode ser recomendado;
  • Antibióticos, especialmente em casos de alto risco de infecção, podem ser necessários;
  • Evitar levantar pesos, andar de bicicleta ou praticar atividade física extenuante por cerca de um mês após a cirurgia.

Qual é a perspectiva para alguém com uma prótese testicular?

Houve preocupações sobre câncer e doenças do tecido conjuntivo resultantes do uso de implantes de silicone. Este foi o caso de alguns implantes mamários do mesmo material.

Contudo, as próteses usadas por clínicas e médicos credenciados geralmente são um bloco de silicone (silicone duro por toda parte) ou preenchido com soro fisiológico. Por esta razão, os riscos indicados acima para implantes mamários preenchidos com gel de silicone não são uma preocupação.

Quais são as considerações antes da cirurgia de implante de testículos?

Antes da cirurgia para colocar a prótese, os pacientes com implante testicular passarão por alguns testes de rotina. Esses testes geralmente incluem um exame físico geral, acrescentando amostras de sangue e urina.

Existem vários fatores que podem afetar um procedimento como este, bem como a recuperação do paciente e os resultados.

Alguns dos fatores que se deve considerar antes da cirurgia são:

  • Saúde geral;
  • Capacidades de cura (que podem ser afetadas pelo fumo, álcool e medicamentos);
  • Cirurgias escrotais prévias.

Alguns dos fatores que se deve considerar após a cirurgia são:

  • Infecções;
  • Deslocamento do implante;
  • Cicatrização da incisão;
  • Possível endurecimento da cápsula ao redor do implante.

Antes de uma cirurgia de implante de testículos, o médico responsável pelo procedimento deverá aconselhar o paciente sobre o recebimento ou não da anestesia geral ou anestesia local durante o processo. Com um anestésico local, o paciente ficará acordado, mas a parte inferior do corpo ficará dormente durante toda a intervenção cirúrgica. Já com um anestésico geral, não é possível ter ciência de nada.

Normalmente, os procedimentos de implante testicular são relativamente simples e duram de 20 a 40 minutos.

Os pacientes sentirão algum desconforto durante as primeiras 24 a 48 horas após o procedimento. Ligaduras cirúrgicas devem ser mantidas no escroto por alguns dias. Os pacientes provavelmente se sentirão fatigados após a cirurgia e o escroto ficará inchado e sensível ao contato físico por um tempo.

Os pacientes devem ser capazes de retomar a maioria de suas atividades diárias não extenuantes dentro de 7 a 10 dias.

Durante as consultas iniciais, o médico oferecerá detalhes específicos sobre o processo de recuperação, incluindo o tempo em que será preciso esperar antes de retomar as atividades sexuais.

Deixe seu comentário!