QC Sexo

Inversão de papéis na transa: dicas para fazer com prazer e segurança

A inversão de papéis na transa é a prática sexual em que uma mulher penetra o ânus de um homem com um vibrador strap-on.

Talvez você goste da ideia; talvez não lhe interesse; talvez você não tenha certeza de como se sente. Mas se é algo que você e sua parceira estão curiosos para tentar, então, as dicas que iremos dar neste artigo podem ajudar de alguma forma.

Prazer à parte, infelizmente ainda há um estigma ligado aos homens heterossexuais que apreciam a estimulação da próstata. Espera-se que em um futuro próximo, as terminações nervosas não estejam sujeitas a julgamentos homofóbicos.

Nesse sentido, é sempre bom enfatizar a importância da comunicação entre os parceiros antes mesmo que o vibrador saia da gaveta. Fale sobre as experiências que cada um teve anteriormente com penetração anal ou estimulação da próstata.

Inversão de papéis na transa e os tabus que a cercam

Em vez de a mulher ser aquela que é penetrada, é o homem. Vestindo uma calcinha com um vibrador ou um pênis de borracha acoplado, ela penetrará seu parceiro pelo ânus. Teoricamente, esta pode ser uma experiência bastante libertadora.

Entretanto, você deve considerar que isso provavelmente está mais de acordo com um ato sexual do tipo “fetiche“, e há muitos rapazes que repudiam tal prática.

Mas, na verdade, é algo mais comum do que se pensa. Embora o sexo masculino não expresse seu desejo de ser penetrado, você ficaria surpreso em saber quantos realmente gostam disso.

O maior estigma associado à inversão de papéis na transa é que muitos homens acham que ser penetrado irá, literalmente, torná-los gays. Vamos dizer uma coisa diretamente aqui: isso não acontece.

Ser gay tem tudo a ver com ser atraído por alguém do mesmo sexo e absolutamente nada a ver com um ato sexual realizado entre casais heterossexuais.

Ser penetrado pela sua parceira não faz de você um gay, assim como a mulher não se torna lésbica por assistir um filme pornô onde duas mulheres estão transando.

Mas, felizmente, aos poucos e com o tempo, a mentalidade das pessoas vem mudando. A razão pela qual a inversão se tornou popular agora, é porque a brincadeira anal para os homens está se tornando cada vez mais aceitável.

Aqueles que apreciam a prática são recompensados ​​com a oportunidade de orgasmos mais intensos causados ​​pela estimulação da próstata. Sendo que a próstata está tão perto da parede anal, é fácil acessá-la e estimulá-la, se o cara estiver disposto.

Veja também:

Dicas para fazer uma inversão de papéis na transa prazerosa e segura

A inversão de papéis na transa, como qualquer tipo de penetração anal, pode ser uma atividade sexual segura e altamente prazerosa. Mas isso desde que seja feita corretamente.

Muitas pessoas, particularmente homens heterossexuais, têm uma bagagem psicológica negativa que gira em torno do ânus e do reto. Muitas vezes as ideias errôneas precisam ser tratadas antes que a brincadeira anal possa começar. Existem três coisas absolutamente necessárias para se prestar atenção:

  • Comunicação;
  • Paciência;
  • Lubrificação.

Do mais simples ao mais elaborado

Se, para o casal, isso ainda é um tabu, mas existe a vontade de experimentar, comece a exploração do ânus com os dedos. Somente depois é recomendável passar para um “brinquedinho” fino.

A boa lubrificação

Um elemento-chave para uma experiência prazerosa na inversão de papéis na transa: o lubrificante. Como o ânus não se “autolubrifica” é preciso dar a ele uma ajudinha externa.

A sua parceira está no comando, mas você também estará. A dupla funcionará perfeitamente se ela for devagar e deixá-lo definir o ritmo. O lubrificante é essencial para auxiliar o casal.

Escolha uma fórmula à base de água se você estiver usando um vibrador de silicone. Lubrifique tanto o vibrador quanto o ânus para uma melhor eficácia.

Trabalhe a ideia em sua cabeça antes de partir para a prática

É uma parte normal e natural da nossa realização sexual, e 100% aceitável se ambas as partes estiverem de acordo. Conforme pesquisas, além dos orgasmos profundos e poderosos, a inversão do papel na cama é o que as pessoas acham mais atraente, por incrível que pareça.

Estamos tão acostumados aos homens que estão no controle que nem nos damos conta de que existem outras possibilidades. Ninguém também se dá conta de que as mulheres podem gostar de comandar o sexo de vez em quando. Muitos homens podem também apreciar a oportunidade de serem submissos.

É preciso apenas trabalhar a sua mente para tentar entender que as particularidades de um casal não podem ser julgadas. Pensar bastante sobre o assunto, pesquisar, ajuda a esclarecer as dúvidas e aceitar a vontade de experimentar para si próprio antes de praticar o ato.

Use o acessório correto

O que é preciso considerar na hora da inversão de papeis na transa? Nossos ânus foram projetados como orifícios de saída. Muitos homens gostariam de manter assim.

No entanto, se você quiser dar uma chance à experiência, por favor, entenda que, ao colocar qualquer coisa em seu orifício, ela precisa ter uma base larga ou, no caso de um vibrador, preso firmemente à correia da calcinha.

Você não quer ser protagonista de uma daquelas histórias bizarras de pessoas que enfiam coisas estranhas nos buracos de seus corpos, não é mesmo? E também não quer que um acidente grave aconteça onde deveria ter somente prazer.

Converse muito

A comunicação é imperativa. Discuta abertamente as expectativas e os limites, tanto antes quanto durante o ato. Assim como você gosta de expressar o que prefere e o que não prefere, precisa dar a quem está com você a mesma oportunidade.

Se você está aberto a experimentar coisas novas, isso criará uma vida sexual interessante e, acredite, essa é uma parte natural e saudável de qualquer relacionamento.

Há muitas informações por aí. Uma série de vídeos de educação sexual no YouTube, vários sites e livros que abordam o tema… Leiam juntos, assistam juntos. Inscrevam-se em comunidades que vão auxiliá-los a encontrar um ponto de equilíbrio antes de praticarem a inversão de papéis na transa. Sejam felizes!

Deixe seu comentário!