QC Sexo

Podolatria: saiba tudo sobre esse diferente fetiche

Você já ouviu falar em podolatria? Pois bem, nem todos que buscam apimentar a relação conseguem conhecer tudo o que envolve sexo, portanto, não se preocupe se não estiver por dentro desse assunto.

De antemão, no entanto, podemos dizer que se trata de um fetiche inusitado que muita gente nem sabe que tem nome. Se você se interessou pelo assunto então, é hora de conferir tudo sobre o tema. Confira!

O que é podolatria?

Conforme sugerido inicialmente, a podolatria nada mais é que um fetiche. Mas em que ele consiste? Basicamente em um tesão pelos pés. Isso mesmo, um podólatra é uma pessoa que sente excitação sexual pelos pés de uma outra pessoa.

Para o homem com esse fetiche, ver uma mulher com pés bonitos e salto alto pode ser equivalente a vê-la em uma lingerie rendada, um decote com seios fartos ou roupa que deixa o bumbum bem desenhado, por exemplo.

Esse tipo de fetiche não necessariamente precisa estar ligado a uma pessoa bonita, pois diz respeito especificamente aos pés, então, achá-los atraentes é o que realmente importa.

Como são estimulados?

Muitos homens se satisfazem apenas olhando os pés de uma mulher, seja calçado ou descalço, porém, existem outras formas de explorar esse fetiche pelos pés, o que vai bem além de apenas ficar olhando e admirando.

Isso porque existem várias possibilidades no que diz respeito ao prazer do podólatra. Pode ser apenas cheirar os pés, dar beijos, lamber ou até ir além nos limites do prazer que os pés podem proporcionar ao fetichista.

Na prática, portanto, existem diferentes níveis de podolatria, sendo que em cada um o podólatra tem uma forma específica de estimular o fetiche. Saiba, portanto, que aqueles que realmente amam essa parte peculiar do corpo humano, conseguem fazer coisas inimagináveis entre quatro paredes.

Todavia, há uma regra importante na prática: ambos os parceiros devem curtir o momento.

Veja também:

Podólatras famosos

Engana-se quem pensa que essa prática é bizarra e apenas pessoas estranhas e anônimas praticam a podolatria, longe disso. Existem vários famosos que já confessaram seus desejos e fetiches por pés e outros em que as “entrelinhas” e os comportamentos dão claros indícios disso. Um exemplo é o emblemático diretor de cinema, Quentin Tarantino.

Se você prestar atenção nos filmes do cineasta, certamente vai perceber que ele sempre reserva espaço em suas obras para um close mais demorado nos pés de alguma atriz.

Obviamente que ele não é o único, porém é o que mais se destaca quando o assunto é podolatria. Outro famoso envolvido em rumores sobre uma paixão por pés foi o ator Idris Elba.

Infelizmente para ele, não foi ele que expôs seu segredo ao mundo, e sim sua colega de trabalho Kate Winslet, que também possui alguns fetiches expostos na mídia.

Trabalho com os pés

Por se tratar de um fetiche diferente, algumas pessoas acabaram se especializando no assunto para atender aos podólatras, e com isso acabou surgindo uma diferente forma de trabalho: o footjob.

Trata-se de uma atividade conhecida popularmente como “penheta”. E assim como o nome vulgar diz, é uma prática de masturbação realizada apenas com os pés. É basicamente uma ótima forma de estimular o fetiche da podolatria, pois eleva ao máximo o prazer com o uso de pés.

Especializações

Como já mencionado anteriormente, existem diferentes tipos de podolatria, mas todos os adeptos nutrem o mesmo sentimento, o que muda é apenas a prática. Exemplo disso é que há o tipo de podólatra que sente prazer apenas em observar um pé que lhe agrade, porém, não gosta de ter nenhum contato com ele.

Mas também existem aqueles que além de apreciar apenas olhando, se satisfazem beijando, cheirando e lambendo os pés, mantendo um contato constante, mas não tendo qualquer interesse de ter contato sexual com o alvo de seu fetiche.

Além destes, obviamente que também existem aqueles podólatras que gostam de apreciar todo conjunto da obra, aceitando praticar tudo o que envolva pés.

Cada um tem sua individualidade que deve ser respeitada, afinal, o que importa é que a relação dê prazer.

Veja também:

Clubes de podolatria

Por mais que este seja um assunto que muitos não conhecem, um fato interessante é que a podolatria é um fetiche descoberto já há muitos anos. Por essa razão, como já mencionado existem pessoas especializadas em proporcionar esse tipo de prazer, mas além disso já surgiram até mesmo alguns clubes para pessoas que desejam satisfazer seus desejos sem sacrifícios.

Como a podolatria é vista como uma prática inofensiva do que diz respeito a fetiches sexuais, ela costuma ser bem aceita, de modo que muitos desses clubes relacionados à prática já existem aqui no Brasil.

Dessa forma, seus adeptos podem escolher os pés que mais lhes agrada, sem o constrangimento de ter que explicar à parceira o poque deseja apenas seus pés e não o resto do corpo, podendo se satisfazer sem precisar dar explicações constrangedoras.

Como praticar a podolatria

Por mais que seja um parte do corpo pouco explorada no ato sexual, os pés podem proporcionar inúmeras formas de prazer. Para quem deseja começar ou conhecer de perto esse fetiche por pés, a boa notícia é que não existem muitos segredos, basta começar do básico.

Encontre uma pessoa disposta à prática e inicie com massagens longas nos pés, apreciando o toque e a sensação de tê-los em suas mãos. Se desejar pode usar óleos aromáticos.

Quando perceber que o clima está esquentando, passe para fase das carícias, dando beijinhos, e acariciando de forma mais quente a fim de deixar ambos excitados.

Para terminar a noite com chave de ouro e deixar os pés como astro principal de seu prazer, escolha posições que deixem em contato direto com os pés, proporcionando uma apreciação da parte do corpo que mais satisfaz.

Não se esqueça de conversar com com a pessoa antecipadamente sobre o assunto para que não haja constrangimentos na hora do ato e isso venha estragar o clima.

Tudo o que é conversado e acordado com antecedência no sexo, tende a gerar prazer mútuo. Esse é um bom caminho quando o assunto é sexo, e também vale no caso da podolatria.

Deixe seu comentário!