QC Sexo

Sexo Anal: dicas para a primeira vez

Apesar de estarmos sendo encorajados a falar mais sobre sexo anal, para muitos, isso ainda é algo complicado, tanto dentro quanto fora do quarto. Chega a ser um assunto tabu que sequer temos coragem de conversar nem com os amigos. Tudo isso porque existe um mito de que é algo proibido, sujo e feio.

Mas, caso esteja interessado em saber mais sobre o tema, se estiver curioso e com vontade de experimentar algo diferente para desfrutar a dois, este artigo irá lhe dar algumas dicas de como ter uma primeira vez bacana e inesquecível. Deixe os tabus de lado e embarque nesta aventura.

O tabu do sexo anal

É fato que os costumes sexuais estão mudando. Para o bem e para o mal, há muitas novidades. O que por muito tempo foi considerado quase “não natural” tornou-se uma prática cada vez mais comum.

Quantas histórias você já não ouviu sobre uma das partes de um casal pedir a outra para haver a penetração por trás? Certamente muitas. E quantas pessoas concordaram com o pedido? Com certeza, poucas.

A boa notícia é que devagar a mente da sociedade vai se abrindo para novas experiências, para novos conceitos em termos de sexualidade.

Podemos dizer que existem razões fisiológicas que tornam o sexo anal prazeroso para diversas mulheres. Elas estão descobrindo isso agora e se rendendo à diversidade entre quatro paredes.

Os músculos orgásmicos e todas as terminações nervosas que entram em ação durante a relação sexual incluem o ânus. Sua borda, além disso, torna-se uma parte super sensível quando é bem estimulada.

Embora seja difícil acreditar, não é necessário introduzirmos algo para que possamos experimentar sensações incríveis. Alguns beijos e carícias na área são suficientes para se desfrutar plenamente de um gozo.

O que pode parecer diferente é o próprio ato de penetração, já que a abertura dos esfíncteres é mais estreita que a da vagina.  É isso o que faz com que alguns indivíduos tenham um pouco mais de desconforto.

Mas é um mito que sempre dói. A dor é apenas a indicação de que seu ânus não está bem relaxado e aberto. É uma mensagem do próprio corpo que pede mais tempo ou mais suavidade.

Dicas para ter uma primeira vez tranquila no sexo anal

Distinguir entre mitos e fatos

Alguns mitos mancham nossa percepção do anal. Esses mitos muitas vezes têm raízes culturais ou outros são meramente enganosos. Tenha em mente que o sexo anal não é apenas para homossexuais e não é “sujo” também.

Se quer, faça! Não se preocupe com as imposições da sociedade. Isso é entre você e quem compartilha da sua cama.

Relaxe

É importante que ambos compartilhem o desejo de praticar o ato e se sintam à vontade com a decisão.

Caso não esteja preparada, diga ao seu companheiro o que sente de verdade. Se ele realmente te ama, vai entender a sua decisão. Por conseguinte, se é o homem quem não está pronto para o anal (pasmem, isso acontece), fale com ela.

Forçar qualquer uma das partes a fazer isso só vai prejudicar o relacionamento. Investigue por que você está reagindo à ideia dessa maneira e se dê tempo para mentalizar sobre o assunto.

Se de tudo você não estiver mesmo confortável com a possibilidade de executar essa prática diferente, tente outras opções para fazer amor. Sexo, de qualquer tipo, só é prazeroso quando ambas as partes concordam.

Cumplicidade

O que importa é fazer isso como um casal, sendo respeitada nos seus limite e desejos. Sexo deve ser a dois, com códigos de cumplicidade e diversão. Não se sinta obrigada a tentar algo de que não gosta apenas porque o outro o quer. É você quem decide isso.

Excite

Quanto mais excitados estiverem os dois, mais a libido aumentará e maior será o desejo de experimentar novas experiências e tentar novos caminhos. Tente fazer o que você sabe que deixa ambos com tesão. O ânus não se auto-lubrifica. Tenha isso sempre em mente.

Estratégias

Para ter bom anal pela primeira vez, as brincadeiras e preliminares são essenciais. As carícias possuem um papel importantíssimo na “preparação do ambiente” e na lubrificação da área.

Idealmente, o seu companheiro deve começar a estimular com beijos suaves no local e pode até tirar vantagem de algum “brinquedo sexual” que vocês tiverem. Ao mesmo tempo, peça para que acaricie seu clitóris ou faça você mesma a carícia. Por que não?

Não entre imediatamente

É possível que a mulher não esteja pronta para penetração imediata. Você, homem, comece a relaxar o músculo colocando um dedo primeiro. Veja se ela está animada com isso.

Quando ambos estiverem confortáveis, tente mais dedos, um vibrador ou o brinquedo que preferirem. E somente quando a sua parceira já estiver gozando de sensações prazerosas é que a penetração pode continuar.

Inserir a ponta do pênis será difícil nas primeiras vezes, pois é a parte mais larga. Não se deite de bruços, já que a pressão pode causar rasgos ao redor do ânus. Tente outras posições.

Preparação

Quando ambos se sentirem preparados, é o momento da penetração. Para facilitar, é aconselhável usar um bom lubrificante. A lubrificação reduz o atrito e torna o sexo anal mais agradável e menos doloroso.

Felizmente, existem muitos produtos desse tipo que podem ajudá-la, mas escolha um lubrificante com a base de silicone. Esse material tem um baixo percentual de risco alérgico, além de ser bastante eficaz.

As posições

Todas as posições sexuais merecem uma tentativa no momento de fazer o sexo por trás: de quatro, de pé, de lado e até mesmo o clássico “frango assado”. O que importa é que elas sejam confortáveis ​​e possam proporcionar prazer para o casal.

Faça com higiene e segurança

O ânus é uma área muito suscetível de infecção, por isso, você deve sempre lavar bem o local antes do ato. Não use muito sabão, pois seca a pele e pode causar infecções. Também verifique se o seu intestino está vazio para uma penetração confortável.

Quando terminar, lave-se bem para evitar infecções. Os brinquedos sujos ou pênis sujo podem causar infecções. Lembre-se sempre que limpeza é sinônimo de saúde nesses casos!

E a dica mais importante é: use sempre camisinha, pois o sexo com prevenção é sempre o melhor.

Você tem mais dicas para tornar o sexo anal menos doloroso e mais agradável? Deixe um comentário aqui abaixo.

Artigos relacionados:

Deixe seu comentário!