QC Sexo

Ponto G feminino é uma zona erógena da vagina

Ponto G feminino

O ponto G feminino ainda é muito discutido e existem diferentes pontos de vista em relação a ele. O fato é que quando esse ponto é estimulado corretamente, o orgasmo acontece instantaneamente! A seguir você vai conhecer tudo sobre essa região que possui centenas de terminações nervosas e que é capaz de levar as mulheres a sentir um prazer intenso.

Os tabus da sociedade ainda influenciam diretamente no prazer feminino. As mulheres ainda sentem uma certa vergonha de explorarem o próprio corpo. Se libertar desses conceitos é fundamental para sentir mais prazer.

E mesmo com tantas discussões e dúvidas a respeito do ponto G feminino, é fato que ele existe e quando estimulado, proporciona muito prazer para as mulheres.

A zona erógena é composta por diversas terminações nervosas, capazes de gerar uma quantidade muito grande de sensações agradáveis e muito intensas.

Entenda o que é o ponto G feminino

Tanto homens quanto mulheres, possuem zonas erógenas no corpo, ou seja, zonas que quando estimuladas aumentam o prazer sexual.

O clitóris, além do ponto G feminino são nas mulheres, os pontos que mais trazem prazer. Já nos homens, esse ponto G está localizado na região da próstata.

Conhecer o próprio corpo é fundamental para que a mulher consiga atingir o prazer máximo e ter orgasmo. Para que isso aconteça e seja possível, o primeiro passo é se tocar, navegar no próprio corpo, sentir as zonas erógenas.

Se você sentir vergonha no início, não tem problema! Muitas mulheres ainda estão no processo de descobrimento do próprio corpo. É importante ressaltar que o orgasmo só acontece se as duas partes do casal, souber fazer os estímulos corretamente.

Comece acariciando o seu clitóris e observe as sensações que ele faz você sentir. Mesmo atingindo o ponto G, algumas mulheres só conseguem sentir orgasmo quando o clitóris é acariciado durante a penetração.

Não se limite apenas a região genital, pois o corpo possui diversos pontos de prazer. Explore os seus sentidos.

Como encontrar esse ponto G feminino?

A localização do tão famoso ponto G feminino é dentro da vagina, na sua parede anterior, bem na direção do umbigo, aproximadamente de 5 a 7 centímetros da entrada. Pode estar do lado direito ou esquerdo do umbigo, em cada mulher essa localização pode mudar.

Mas não pense que é só enfiar o dedo, cutucar e pronto, você achou o ponto. A mulher precisa estar excitada, ou seja, deve haver estimulação para que sinta prazer, caso contrário, o esforço para encontrar pode ser em vão.

Durante o processo de excitação, a região onde se encontra o ponto G, fica inchada, alterando o formato e tamanho do tubo vaginal.

Algumas pessoas acabam sentindo mais dificuldade de achar o ponto, por causa desse inchaço. Outros sentem dificuldade de fazer a mulher ficar excitada.

Uma dica infalível é você trabalhar muito bem, todas as zonas erógenas, afim de aumentar a excitação na mulher. Invista nas preliminares, dessa maneira a mulher vai tendo mais facilidade de se soltar na cama.

Acaricie cada parte do corpo dela com calma, até que você sinta que ela esteja bem excitada. Em seguida, coloque o dedo, bem devagar, deixe a palma da mão virada para cima, faça movimentos como se você tivesse chamando alguém.

Esse simples movimento de “vem cá”, consegue estimular de maneira adequada, o ponto G feminino.

Ponto G feminino

Conheça outras maneiras da mulher atingir o orgasmo

Existem algumas posições sexuais que favorecem a estimulação do clitóris e consequentemente, o orgasmo. A famosa posição “papai e mamãe” que a maioria dos casais faz é a mais comum. Geralmente o homem fica em cima da mulher, é o movimento de vai e vem que estimula o clitóris.

A mulher em cima nessa posição também é bastante excitante para elas, pois dessa maneira conseguem ter o total controle da penetração e da estimulação do clitóris.

Outra posição que também pode ajudar a mulher a atingir o ponto mais alto do prazer, é quando ela deita em uma superfície e ela o seu quadril, prendendo as suas pernas no seu par. Ele por sua vez, segura a parceira e realiza a penetração.

Outro aliado na hora de proporcionar prazer para a companheira é o sexo oral, além dele os dedos também podem ser utilizados para a penetração. Desse modo, ele serve para saciar a vontade da companheira, ela é penetrada e chupada ao mesmo tempo.

É importante ressaltar que cada corpo é diferente, então respeite o tempo dela e a sua sensibilidade. Não vá fazendo de qualquer jeito, pois o resultado pode ser péssimo.

Existe algum manual para fazer a mulher sentir orgasmo?

A resposta é não, como dissemos cada mulher é única e tem a sua individualidade preservada. Portanto, isso significa que o trajeto para se atingir o prazer pode mudar de uma para a outra. Não existe um roteiro que deve ser seguido.

O autoconhecimento ainda é fundamental para que a mulher desfrute dessa sensação de prazer máximo. Elas precisam saber do que gostam primeiro, para então poder orientar seus parceiros.

Geralmente, as respostas aos estímulos sexuais femininos são mais lentas. Então tenha paciência quando estiver buscando pelo ponto G feminino. O tempo pode variar entre 15 a 20 minutos, esse tempo é considerado razoável para que elas comecem a entrar no clima.

A excitação da mulher quando o clitóris ou o ponto G é estimulado equivale ao momento de ereção dos homens.

Quais são os benefícios do orgasmo?

Ter uma vida sexual ativa e saudável é fundamental para sentirmos um bem-estar muito maior. O ponto máximo da excitação do corpo é o orgasmo e ele pode ser sentido fisicamente ou psicologicamente. Isso significa diversas sensações e reações muito gostosas no corpo da mulher.

Conheça a seguir, os principais benefícios que o orgasmo oferece ao corpo humano.

1 – Menos tensão

O fluxo sanguíneo e os batimentos cardíacos aumentam quando o corpo atinge o orgasmo. O que caracteriza um orgasmo é a contração e o relaxamento do corpo ao mesmo tempo. Esse relaxamento depois da contração é capaz de promover um relaxamento profundo, aliviando todas as tensões dos músculos.

2 – Alívio de todas as dores

Durante o tempo do orgasmo, o cérebro libera diferentes substâncias químicas que são responsáveis pelas sensações de prazer e que controlam as dores presentes do corpo.

Essas substâncias são as ocitocinas e endorfinas, que nesse momento de prazer, são liberadas numa quantidade superior do que as liberadas no dia a dia. Essas substâncias são tão poderosas em relação às dores, que são comparadas à morfina.

Logicamente que isso não significa que é para você transar todas as vezes que sentir qualquer dor ou desconforto. Isso significa simplesmente, que você pode optar por transar para se sentir muito mais relaxado.

3 – Sono de melhor qualidade

Além de atuar diretamente no relaxamento muscular, diminuição de dores e etc, o orgasmo também atua na ativação de neurotransmissores que trabalham para o organismo e o cérebro funcionarem muito melhor.

Organismo funcionando muito melhor, a qualidade do sono melhora significativamente. E não pense que você terá benefícios apenas na noite que você transou e conseguiu atingir o orgasmo tocando o ponto G feminino. Essas sensações prazerosas se estendem por dias no corpo.

Deixe seu comentário!