QC Sexo

Espinhas no pênis: o que podem ser?

Apesar de preocupar muitos homens, o surgimento de espinhas no pênis é totalmente normal e o seu aparecimento atinge centenas de homens no mundo todo. Entenda como ocorre o surgimento dessas espinhas e a importância de uma higiene bem feita na região.

O surgimento dessas espinhas no pênis em um primeiro momento é considerada totalmente normal e não devem ser motivo de preocupação.

Muitos homens acabam ficando desesperados quando observam essas alterações no pênis e logo pensam que pode ser algum tipo de câncer ou outra complicação mais perigosa.

É preciso entender que qualquer alteração que aconteça no pênis é importantíssimo consultar um médico especialista para verificar essas possíveis alterações. Entenda, se automedicar e se autodiagnosticar não é o melhor caminho, procurar um profissional especialista é a melhor forma de se manter com a saúde em dia.

As espinhas no pênis podem surgir por causa de problemas considerados benignos como os grânulos de Fordyce ou pápulas peroladas por exemplo.

Quais são as 8 principais causas e tratamentos dessas espinhas?

As causas do surgimento das espinhas no pênis podem ser diversas. É sempre bom ficar alerta com qualquer alteração que ocorra no membro e procurar um médico especialista.

Listamos a seguir algumas das principais causas do surgimento dessas espinhas e os melhores tratamentos para cada uma delas.

1 – Verrugas causadas pelo HPV

O vírus HPV ou como é conhecido também papiloma humano são os responsáveis pelo surgimento de algumas modificações em todo o corpo peniano.

Essas modificações são confundidas com acnes e espinhas, mas na verdade são pequenas verrugas com textura consideravelmente áspera.

Esse tipo de vírus é uma doença sexualmente transmissível e foi adquirida provavelmente por causa da não prevenção na hora do ato sexual.

É preciso lembrar que utilizar preservativo é a melhor maneira de se ver livre de doenças desse tipo.

O surgimento dessas verrugas pode se dar em toda a região do períneo.

O tratamento dessas verrugas que parecem espinhas no pênis pode ser feito principalmente com a utilização de pomadas diretamente nas verrugas.

A aplicação dessas pomadas não garantem o desaparecimento dessas verrugas, pois elas podem voltar por causa da imunidade do corpo. A eliminação total do vírus pode demorar anos.

2 – Pápulas perlácias

Pequenas bolinhas brancas que surgem na glande do pênis são facilmente confundidas com espinhas e acnes. Essas bolinhas caracterizam as pápulas perlácias, glândulas de Tyson ou também como é conhecida como pápulas peroladas.

Essas bolinhas costumam aparecer principalmente embaixo da cabeça do pênis e normalmente são acompanhadas de algumas manchas brancas.

O surgimento dessas glândulas de Tyson não deve ser motivo de preocupação, pois segundo especialistas ela é totalmente benigna.

Essas bolinhas que parecem espinhas no pênis não causa nenhum tipo de problema físico no homem. Alguns homens podem ter a necessidade de querer retirar essas bolinhas, fica a critério deles a sua retirada ou não.

3 – Entrada da puberdade

Essa é a fase em que o surgimento de espinhas pelo corpo é muito comum. Isso acontece por causa das diversas alterações hormonais que o corpo está passando.

É comum que apareçam inclusive algumas espinhas no pênis. As espinhas nada mais são do que a obstrução dos poros da pele. Essa obstrução acontece por causa da alta concentração de oleosidade na pele.  

Utilizar pomadas para espinhas no pênis não é uma boa ideia e pode provocar inclusive algumas irritações na pele.

O melhor tratamento das espinhas é manter a pele sempre limpa, evitar alimentos muito gordurosos, dar preferência para o consumo de alimentos ricos em antioxidantes.

O suor também pode ser um dos agentes causadores para o surgimento das espinhas no pênis. Dê preferência para as cuecas de algodão e que não apertem muito a sua pele.

Mais Dicas:

4 – Doença de Peyronie

Essa doença causa o entortamento do pênis e o homem pode sentir uma ereção extremamente dolorosa.

Alguns dos sintomas é o surgimento de caroços duros em um dos lados no pênis. Esses caroços podem ser confundidos facilmente com espinhas.

Geralmente o médico trata desses caroços com medicação via oral e algumas terapias externas.

É importante fazer uma consulta com o Urologista para que ele faça o diagnóstico de maneira correta sobre essas espinhas no pênis.

5 – Acúmulo de líquido linfático no pênis

O acúmulo de líquido linfático pode acontecer em qualquer região do corpo depois de algum trauma sofrido na região.

A masturbação pode fazer com que alguns caroços, acnes e até espinhas surjam. Naturalmente o corpo drena esse acúmulo de líquido linfático, manobras de massagem também pode ajudar nesse processo de drenagem.

6 – Grânulos de Fordyce

Os grânulos de Fordyce são caracterizados por algumas bolinhas brancas que surgem na glande do pênis. Totalmente benignas, não devem causar nenhum tipo de preocupação em quem as apresentar.

Na pré-adolescência é comum o seu surgimento, mas isso não é uma regra, pois ocorre o seu surgimento em alguns adultos.

O tratamento é feito com a utilização de gel medicamentoso específico para esse tipo de caso. O tratamento a laser também é muito indicado.

Veja também:

7 – Câncer no pênis

Quando o pênis é acometido com o surgimento de algum câncer é comum começar a surgirem pequenos caroços e algumas feridas em toda a região do pênis.

O surgimento do câncer é mais comum em homens com idade superior a 60 anos e que geralmente possuam uma vida mais sedentária e com hábitos prejudiciais como o tabagismo, alcoolismo e até a não higienização do pênis.

Homens que já tiveram fimose ou até mesmo o HPV possuem uma maior tendência de desenvolverem o câncer.

O tratamento desse tipo de doença é feito com a utilização de quimioterapia.

8 – Líquen plano

O líquen plano é caracterizado pelo surgimentos de pequenas bolinhas vermelhas ou até carocinhos duros que coçam a ponto de doer a pele. Esse tipo de irritação pode surgir em qualquer parte do corpo, mas principalmente na região da mucosa da boca.

Algumas causas como hepatite C, quadros de depressão e ansiedade podem ser determinantes para o surgimento dessa doença.

É preciso ficar atento e procurar ajuda médica o quanto antes para que o quadro infeccioso não se alastre.

Deixe seu comentário!